ANUNCIE AQUI!
26/08/2016

impeachment: sugestão de cena para peça satírica:

gleisi-caiado-1-470x287

Gleisi afirma que os senadores não tinham moral para fazer o julgamento da presidente devido às diversas acusações que existem contra vários deles. Por: Paulo Nakayama — Qual é a moral que vocês têm? — afirma Gleisi. A frase irrita senadores pró-impeachment. O líder do DEM, Ronaldo Caiado, levanta-se e cita indiretamente as acusações contra o ex-ministro Paulo Bernardo, marido de Gleisi, sobre fraude em empréstimos consignados. — Eu não sou ladrão de aposentadoria — diz Caiado, com o dedo em riste. Na discussão acalorada, Gleisi responde a Caiado. — E você é de trabalhador escravo. O senador Lindbergh Farias intervém chamando o parlamentar do DEM de canalha e citando o senador cassado Demóstenes Torres, que foi aliado de Caiado. — Demóstenes é que sabe da sua vida — afirmou o petista. Caiado ficou ainda mais irritado e atacou Lindbergh. — Tem que fazer antidoping. Fica aqui cheirando não – disse Caiado. Parece comédia, mas é nosso Senado debatendo os rumos da nação.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
20/08/2016

Capa da Veja – OAS delata Dias Toffoli; Marília na Lava Jato outra vez

Zemanta Related Posts Thumbnail

20/08/2016 as 07:05h por: Redação do Giro Marília A capa da revista Veja que vai chegar às bancas no final de semana coloca Marília na Operação Lava Jato mis uma vez. E desta vez com acusações contra um dos mais renomados marilienses: o advogado José Antonio Dias Toffoli, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), a mais alta corte do país. Segundo a revista, Dias Toffoli foi citado nas delações feitas pelo empreiteiro José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, ex- presidente da construtora OAS, uma das empresas mais enterradas nos escândalos da Lava Jato. A delação de Leo Pinheiro ainda não foi homologada, ou seja, não produz efeitos de redução de pena, e por isso pode estar também superficial e incompleta. Segundo a Veja, as informações são de favores para reforma na casa do ministro Toffoli. Uma equipe de engenheiros da OAS teria feito uma vistoria e acompanhado um “serviço complicado e, em geral, de custo salgado” na casa do ministro, segundo a Veja. A própria Veja diz, em texto promocional da revista, que as informações contra Toffoli incluídas na delação ainda são superficiais e não configuram crime. Mas para a Veja, a citação do nome do ministro é “um sinal de que algo subterrâneo está para vir à luz no momento em que a ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíciaPolítica
19/08/2016

MPF apura possível destinação irregular de recursos a rádios ligadas a Camarinha

Camarinha-Banco-Imagens-Câmara-Luiz-Cruviel-591x300

por Assessoria Matra O MPF (Ministério Público Federal) apura possível destinação irregular de recursos da Câmara dos Deputados para rádios que estariam ligadas ao deputado Abelardo Camarinha (PSB). Ainda quando era deputado federal, de 2011 a 2015, Camarinha teria feito pagamentos através de Ceaps (Cotas do Exercício da Atividade Parlamentar)às rádios Diário FM, Dirceu AM, Estúdio CEM de Oriente (retransmissora da Jovem Pan FM), Rádio Central de Pompeia (retransmissora da Jovem Pan AM) e Rádio Clube de Vera Cruz (950 AM). Inquérito civil público investiga se houve a prática de peculato – crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda. Em um dos depoimentos, um dos donos de emissora de rádio teria dito que Camarinha é sócio da empresa de comunicação. O detalhe é que o político, que hoje cumpre mandato de deputado estadual não poderia ter destinado dinheiro público para benefício próprio ou de empresa controlada pelo grupo político dele. Também existe a suspeita de que Camarinha seja dono da CMN (Central Marília Notícias), que comanda as rádios Diário FM e Dirceu AM, além de se evidenciar também a ligação do grupo político do deputado com a Rádio Central de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíciaPolítica
16/08/2016

Vereadores barram investigação sobre corrupção em Marília

Vereadores em sessão ordinária (Foto: João Paulo Santos)

O famoso 10 x 3 ocorreu mais uma vez na Câmara Municipal de Marília. Desta vez um pedido para investigar denúncias de corrupção foi negado pela maioria dos vereadores. O pedido de Comissão Processante pretendia apurar as denúncias de direcionamento na licitação do transporte público finalizada em 2011, para que as empresas Grande Marília (grupo Constantino) e Viação Sorriso (grupo Gulin) vencessem a disputa. Os vereadores da base aliada, Bassiga Goda, José Expedito Capacete, José Menezes, Luiz Eduardo Nardi, Marcos Custódio, Marcos Rezende, Samuel da Farmácia, Silvio Harada, Herval Rosa Seabra e Sônia Tonin, impediram a investigação alegando que o fato não é competência da Câmara. A suspeita de fraude na licitação foi denunciada em rede nacional pelo telejornal Bom Dia Brasil (Globo) na manhã do último dia 4 de agosto. O pedido da CP dos Ônibus foi assinado pelo jornalista José Ursílio, membro do PMDB, partido de oposição ao governo municipal. Apenas os vereadores Wilson Damasceno, Cícero do Ceasa e Mario Coraíni votaram a favor da investigação. A denúncia mostra documentos provando vício na elaboração do edital (governo de Mário Bulgareli), através da interferência do advogado Sacha Reck, um dos sócios da empresa Logitrans, de Curitiba-PR, preso em junho último por envolvimento em fraudes desse tipo em 19 cidades brasileiras, inclusive aqui em Marília. “O documento ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíciaPolítica
11/08/2016

Presidente do PSDB e ex-secretário saem nos tapas durante reunião na Faccat

Briga faccat 2

Para Schiavon, Danilo Aguillar o agrediu com palavras e a tapas para derrubar o celular usado para fotografar a reunião. Danilo nega agressão e diz que o presidente tucano foi grosseiro e antiético.   O presidente do PSDB de Tupã, Edson Schiavon registrou boletim de ocorrência na Central de Polícia Judiciária nesta tarde de quinta-feira (11), após supostamente ter sido agredido a tapas pelo ex-secretário de Obras e vereador Danilo Aguillar Filho (PMDB). O motivo da desavença, seguida de tapas aconteceu durante a tentativa de Schiavon flagrar uma reunião que acontecia em uma das salas da FACCAT envolvendo o pré-candidato à reeleição e supostos funcionários da Secretaria Municipal da Educação. A desconfiança do tucano é que o encontro teria fins políticos e eleitoreiros em pleno horário de trabalho e em desacordo com a legislação eleitoral. Para despistar qualquer tentativa de vinculo do encontro com o parlamentar e mascarar o objetivo da assembleia, o local escolhido foi o prédio da faculdade. A reunião de “trabalho” foi possivelmente agendada pela secretária da Educação, Luciana Ferreira Leal. Ela é professora na Faccat e substituiu o professor Marcos Leite (PMDB), vice na chapa de Wagner Fuin (PMDB). Leite também já vinha sendo monitorado pela oposição sob acusação de estar promovendo encontros dessa natureza com a intenção de se ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíciaPolítica