ANUNCIE AQUI!
16/10/2017

Ricardo deve buscar um líder fora do Legislativo

Luís Alves pode ser o líder que Ricardo precisa no Legislativo

A sessão do dia 9 demonstrou essa necessidade. A preocupação aumenta com a possível chegada de Ribeirão. Uma alternativa seria conduzir à Câmara, o suplente Luís Alves de Souza (PC do B). Mesmo ainda sem a presença do controverso Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), o prefeito José Ricardo Raymundo (PV) está sofrendo para se defender, apesar de possuir a maioria na Câmara. A sessão do último dia 9 demonstrou como é importante uma liderança forte para expor os projetos do Executivo. E, hoje, no atual quadro da base aliada não há capacidade argumentativa capaz de frear o conhecimento técnico de Amauri Sérgio Mortágua (PR) e de Charles dos Passos (PSB), e as críticas do pastor Rudynei Monteiro (PP). É uma minoria inteligente e barulhenta capaz de arrebanhar indecisos como Telma Tulim (PSDB) e o criterioso Eduardo Akira Edamitsu (PSD). CONSTRANGIMENTO O posicionamento dúbio da situação provocou constrangimento até no veterano vereador Valter Moreno Panhossi (DEM). Na tentativa de defender a tramitação dos projetos do Executivo descuidou-se da cadeira de presidente e quando tentou reavê-la, o regimento interno não lhe dava essa condição. Paulo Henrique Andrade, o “PH” (PPS) que o substituía como primeiro secretário seguiu no comando da votação do requerimento proposto por Mortágua, e houve a aprovação com o voto de minerva do ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
14/10/2017

Telma Tulim alcança o comando da SEMAS

Telma Tulim deixou a Câmara para assumir a SEMAS

Apesar dos protestos, Ana Cláudia é substituída. O ex-secretário de Saúde, Antônio Brito assume cadeira no Legislativo, como o blog havia previsto há quase dois meses. A vereadora Telma Tulim (PSDB) assume nesta segunda-feira, 16, o cargo de Secretária Municipal de Assistência Social (Semas). Como previsto, a assistente social Ana Cláudia Lavagnini Costa deixa a pasta, apesar de protestos de funcionários contra a nova titular. Até o COMAS – Conselho Municipal de Assistência Social se posicionou contra a ideia.Era um sonho da parlamentar comandar a área social. Na administração de Manoel Gaspar (PMDB) chegou a ter um Departamento de Proteção à Mulher, mas sem nenhuma função pratica. Com a substituição, Antônio Brito (PSB) assume a suplência. Brito foi secretário da Saúde dos Governos de Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) e de Gaspar. O PSB volta a ser o partido com o maior número de vereadores numa bancada, mesmo com a saída de Charles dos Passos (PSB) para a oposição. A ida de Telma Tulim para a pasta da área social faz parte de um amplo acordão perpetrado entre o Executivo e os presidentes dos Diretórios do PSB e do PSDB com Thiago Santos e Edson Schiavon, respectivamente. O PSDB representado pela delegada aposentada e o pastor Eliézer de Carvalho deixou a oposição para apoiar ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
11/10/2017

“ARCO-DA-VELHA”: Pesquisas com dinheiro público eram usadas na campanha de Ana Serafim

Comício de 2012: Ana Serafim comemora o resultado da pesquisa sob investigação pelo MP

A candidata elegeu-se, e foi reeleita em 2016. Para preparar “terreno” para 2020, Ana trouxe como vice, Zé Luís, o “pagador” de pesquisa com dinheiro do povo, segundo o GAECO. A dupla segue comandando o município de 2005/2012 a 2013/2020. COMÍCIO - Cinco anos após as eleições de 2012, e da divulgação de matéria realizada pelo blog, dando conta da investigação do GAECO - Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, sobre pesquisas eleitorais pagas com dinheiro público, em Arco-Íris, uma nova revelação surgiu em forma de vídeo. O vídeo foi gravado durante comício e revela que a candidata Ana Maria Zoner Leal Serafim (PTB) se beneficiou da possível irregularidade praticada pelo ex-prefeito José Luís da Silva, o “Zé Luis” (PTB) e seu genro e secretário de Governo, Éverton Nakashima, na contratação de pesquisas irregulares. As pesquisas foram utilizadas com a intenção de induzir o voto do eleitor arcoirense a favor da candidata defendida pelo então prefeito Zé Luís. Além de ser vedado o pagamento de pesquisa com recurso da prefeitura, a intenção também era de manipular o resultado das eleições. Ana Serafim obteve 1044 votos (58,49%) contra 741 votos (41,51%) de Geraldo Borges PMDB. A diferença foi de 303 votos. Não é difícil pesquisas sob suspeita de fraude levarem uma parcela ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolíciaPolítica
08/10/2017

GRAMPO: GAECO investiga vice-prefeito de Arco-Íris e o secretário de Governo

ARCO-ÍRIS

Eles são acusados de comprar pesquisas com dinheiro da prefeitura. O Ministério Público quer saber a origem dos recursos de R$ 100 mil que pagaram 10 pesquisas no Município. Os acusados foram procurados pela reportagem na sexta-feira (6), mas nenhum retornou o contato. Só foi possível descobrir o envolvimento do atual vice-prefeito José Luís da Silva, o "Zé Luís" (PTB) e Éverton Nakashima, através de escutas telefônicas feitas pelo GAECO – Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado. A ação movida pelo Ministério Público é de responsabilidade civil por ato de improbidade administrativa e teve origem a partir de inquérito oriundo da Promotoria de Justiça de Pirangi, região de Ribeirão Preto. Segundo consta, diversos municípios do Estado de São Paulo pagaram indevidamente pesquisas eleitorais sem licitação. O esquema funcionava da seguinte forma: uma das empresas envolvidas – Instituto de Pesquisas Realidade de Presidente Prudente, que tem como representantes Otílio Claudino de Araújo Júnior e Rose Mary Moreno de Araújo - realizava pesquisas eleitorais, e para ocultar o nome do prefeito contratante, a própria empresa de pesquisa aparecida em documentos como contratante e contratada. Para obter o pagamento pela realização da pesquisa, empresas vinculadas às mesmas pessoas, como a Full Marketing e Pesquisas S/S LTDA, também de Presidente Prudente e representada Sidnei Antônio ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolíciaPolíticaRegional
07/10/2017

Mãe de funcionária pública que emprestou útero diz que bebê “desapareceu” do hospital

Mônica Clesqui, emprestou o útero e após gestação complicada quer ficar com a criança (Foto: Arquivo Pessoal)

Atualizada: às 19h29 Mônica Clesqui que emprestou o útero para um casal de Blumenau (SC) chegou em Arco-Íris na tarde de hoje (7), depois de permanecer desde terça-feira (3) no HMI - Hospital Materno Infantil de Marília. A cesária aconteceu no dia seguinte. Mônica viu o menino, mas em seguida ele levado para a UTI. A funcionária pública Marialuisa Clesqui, mãe de Mônica Clesqui, internada no Hospital Materno Infantil em Marília procurou a reportagem do blog, através das redes sociais para informar que o recém-nascido teria sido retirado da maternidade e levado para local incerto. Essa informação ocorreu por volta das 11h10, deste sábado. "Jota Neves levaram o bb embora daqui do Hospital e ninguém fala para a gente para onde", disse. O portal Marília Notícias conseguiu entrevistar a família de Santa Catarina, donos do material genético - que desmentiu a versão de Mônica. Internada no HMI emprestou útero e quer criança por Leonardo Moreno - Marília Notícias Internada no Hospital Materno Infantil em Marília, a funcionária pública Mônica Clesqui, de 29 anos, vive o drama de não saber se ficará com o bebê que deu à luz na última quarta-feira (4). Ela “emprestou o útero” para um casal de Blumenau (SC) que reivindica a criança. O caso, de acordo com Mônica, está “enrolado” na Justiça. ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíciaRegional