ANUNCIE AQUI!
20/04/2018

Funcionária de carreira assume Secretaria de Planejamento

Seplin

O prefeito José Ricardo Raymundo (PV) nomeou nesta sexta-feira, dia 21, a arquiteta Brenda Larissa Alves para ocupar o cargo político de secretária de Planejamento. A decisão saiu um mês depois que Renan Pontelli (PSB) teria reclamado das condições de trabalho no comando da Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano. Estava sobrecarregado. Desde setembro do ano passado, Renan vinha acumulando as funções de secretário de Planejamento, mesmo após seu desmembramento. A escolha por uma profissional de carreira se deu considerando que as duas pastas não devem ser ocupadas por políticos. O objetivo é evitar conflitos de interesses. Uma é de cunho meramente técnico e a outra tem função mais “liberada”, além evidentemente da atuação de engenheiros e arquitetos para a execução das obras, a partir de seu planejamento e tramite que visam a assinatura de um convênio, por exemplo. Com a nomeação de Brenda Alves, a administração possui agora 17 Secretarias. No início de seu governo, Ricardo Raymundo acreditava que seria possível administrar com apenas 10 pastas, mas em agosto de 2017 abriu a chamada “República Verde” para compor a maioria na Câmara Municipal. Em contrapartida, foi obrigado a manter todas as mesmas Secretarias de seu antecessor Manoel Gaspar para abrigar seus novos aliados.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
16/04/2018

Tribunal de Contas manda Waldemir devolver mais R$ 200 mil ao município

Aparência bonita esconde o perigo e o desvio de dinheiro nas obras do ex-prefeito Waldemir

As irregularidades foram cometidas na licitação e na execução das obras do prédio do CCI. O TCE-SP constatou que a administração permitiu o enriquecimento ilícito da Construtora Ramez Jardim. Depois de ter um caminhão penhorado pelo não pagamento de dívida com o município, por determinação do TCE-SP - Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, o ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB), agora terá que devolver aos cofres da prefeitura a importância de R$ 192.683,93. A determinação foi confirmada na quinta-feira, dia 12, pelo auditor do TCE-SP, Valdenir Antonio Polizeli. De acordo com o relatório, as irregularidades foram constatadas durante exame das constas de 2010, em análise do contrato firmado entre a prefeitura e a Construtora Ramez Jardim, para efetuar a reforma do prédio do CCI – Centro de Convivência do Idoso, agora denominado NAT – Núcleo de Apoio ao Idoso. O contrato assinado em 9 de março de 2010, no valor de R$ 378.333,33 sofreu dois aditamentos – o primeiro em 26 de julho e o segundo em 17 de setembro, nos valores de R$ 79.614,57 e R$ 109.548,19, respectivamente. Também houve a constatação de pagamento irregular no valor de R$ 3.521,17. São esses valores somados que o TCE-SP determinou que sejam devolvidos aos cofres da prefeitura. Os valores devem ser corrigidos. O ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolítica
15/04/2018

“RACHID”: Polícia já possui áudio sobre divisão salarial de virtual secretário

assombracao-sabe-pra-quem-aparece

Ex-assessores assombram vereadores novatos. Pelo menos três, dos 10 eleitos em 2016 estão enfrentando essa maldição – pastor Eliézer, Scombatti e Matias. O publicitário Fernando Oliver Amato, ex-assessor do vereador Tiago Munhoz Matias (sem partido), disse neste sábado (14), que entregou à Delegacia Seccional de Tupã, cópia de um arquivo em áudio contendo o diálogo que manteve com o parlamentar sobre o esquema denominado de “rachid” - onde assessores repassariam mensalmente uma parte de seus vencimentos aos agentes políticos. No caso envolvendo o vereador Tiago Matias, o “Rachid” aconteceria caso Oliver Amato assumisse a Secretaria da Juventude, no governo de José Ricardo Raymundo (PV). O inquérito foi instaurado após denúncia feita pelos vereadores Charles dos Passos (PSB) e Paulo Henrique Andrade (PPS) ao promotor de Justiça Rodrigo Garcia. Surpreso com o fato, Oliver Amato titubeou ao prestar declarações ao Ministério Público quando disse - “não me recordo, preciso verificar”, ao ser indagado se tinha gravação sobre a conversa que manteve no gabinete do novato edil. Sobre a decisão de entregar uma possível prova material que compromete seu ex-pupilo, Oliver Amato optou pelo silêncio com apenas uma frase: “Prefiro deixar a justiça dizer por si só, acho melhor. Obrigado Jota”. A denúncia de suposto ato de corrupção desmoronou o “castelo” político no imaginário do promissor vereador. Ele ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoJustiçaPolíciaPolítica
11/04/2018

MACRODRENAGEM: Ação na Justiça sobre rescisão contratual tem procuração inválida

Cópia da procuração juntada na ação, sem assinatura do prefeito Manoel Gaspar

O contrato é de R$ 37 milhões e prevê multa de R$ 3,7 milhões, mas a ação na Justiça pode tornar-se um imbróglio jurídico. Ocorrendo a decisão pela rescisão, o procurador pode faturar cerca de R$ 400 mil em honorário de sucumbência.  Uma ação que tramita na 2ª Vara Civil sob a responsabilidade da juíza Danielle Oliveira de Menezes Pinto Rafful Kanawaty, impetrada pela procuradoria do município quer a rescisão contratual entre a prefeitura e o Consórcio Tupã Ambiental – através das empresas Leão & Leão LTDA de Ribeirão Preto, e a Construtora F. & S, Finocchio LTDA de Marília. A procuração que é o documento pelo qual uma pessoa nomeia alguém de sua confiança para agir em seu nome, e até mesmo assinar documentos, em determinada situação em que não possa estar presente não contém a assinatura do prefeito da época – Manoel Ferreira de Souza Gaspar (MDB). Jurisprudência sobre procuração sem assinatura do outorgante torna-se inválida quando não há prova documental de que seu subscritor possua poderes para representar o prefeito em juízo, mesmo como procurador do município. MAU ACORDO Em 2013, o então prefeito Manoel Gaspar em entrevista à Rádio Tupã AM (Nova Tupã FM) garantia que “era melhor um mau acordo que uma boa demanda”. Ao que consta, no final de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: JustiçaPolítica
08/04/2018

Lula “aprisionou nossos sonhos” na cela da Polícia Federal

Zemanta Related Posts Thumbnail

O sonho de milhões de brasileiros que acreditaram em suas primeiras propostas de campanha foi "aprisionado" pelo petista na cela da Polícia Federal, em Curitiba (PR). O sonho virou pesadelo quando o político institucionalizou a corrupção em todas as esferas da Praça dos Três Poderes. A quadrilha política que comandou ao lado de Michel Temer, Renan Calheiros, Eduardo Cunha, todos do MDB, entre outros, roubou nossos sonhos, e o medo venceu a esperança. Mas, há luz no fim do túnel que ressurge com a força do povo de bem. Logo após Lula finalmente se entregar à Polícia Federal, a Gazeta do Povo do Paraná trouxe um editorial sobre a qualidade de indecente de um cidadão que recebeu uma missão confiada por uma nação inteira, mas suas ações não o dignificaram como líder de um país que, vai seguir sonhando em libertar-se das amarras do despotismo. Leia abaixo, a opinião da Gazeta do Povo. Lula, provocação e torpeza Para o brasileiro comum, a imagem que ficou da prisão de Lula é a de um covarde que não respeita a lei e não tem vergonha de se esconder atrás da falecida esposa e da militância Gazeta do Povo  Quando Lula anunciou que faria um pronunciamento às 16 horas de sexta-feira, ainda no Sindicato dos Metalúrgicos do ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoJustiça