ANUNCIE AQUI!
21/08/2017

Contradição: PV abre balcão de trocas e faz arrastão na oposição

A oposição pode var do ninho tucano e deixar Mortágua pelas costas

O líder da oposição, Amauri Sérgio Mortágua sente-se traído pelo grupo do ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes. Os vereadores tucanos podem bater asas e voar do ninho da oposição. O PSDB promete nota de esclarecimento sobre atitude óbvia de seus parlamentares. Desmentindo-se em seu próprio discurso, e em matéria divulgada nesta segunda-feira (21) ao Jornal Diário de que não haveria mudança no secretariado e que iria insistir na tese de equipe técnica, o prefeito Ricardo Raymundo e o PV cederam às pressões e abriram o "balcão de trocas". Como o blog havia antecipado, o dia de hoje pode confirmar as manobras políticas que causaram tensão na semana passada. A negociação pode arrastar da oposição dois tucanos - Telma Tulim e Pastor Eliézer, ambos do PSDB. Tiago Matias também recebeu proposta para cessar críticas. Há proposta da criação de uma Secretaria da Juventude. Duda Gimenez pode assumir Relações Institucionais e Renato Rosa, já foi nomeado secretário de Cultura. Valdir Bagaço pode assumir como suplente e Antonio Brito fica na espera. Se Renan Pontelli assumir Meio Ambiente, Brito também assume como suplente no Legislativo. Isto só acontece caso não tenha filiado-se ao Avante, partico recém criado e presidido pelo presidiário Cândido Vaccarezza, ex deputado federal e ex líder de Lula e Dilma, na Câmara dos deputados. Amauri ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
21/08/2017

Crise política aprofunda incertezas sobre administração Ricardo Raymundo

Caio e Ricardo

Sem maioria na Câmara, e desentendimentos causados por vaidade política podem determinar o rompimento de mais um vice-prefeito. Aoqui, no caminho de Cesar Donadelli (PSDB) e de Thiago Santos (PSB), nos governos de Waldemir e Gaspar, respectivamente.   Oito meses depois de uma vitória inesperada de José Ricardo Raymundo (PV) e Caio Aoqui (PSD) uma profunda crise político-administrativa provoca incertezas sobre a administração do PV – Partido Verde. A inexperiência gerencial e a falta de vocação política, aliadas a interesses externos têm acentuado a incapacidade de fazer a máquina pública se movimentar. O momento é de apreensão sobre o amanhã. Intrigas causadas por gente de fora da administração é um dos problemas que tem atrapalhado a administração de Ricardo. Influenciado por terceiros, muitos oportunistas e a passividade do chefe do Executivo colaboram para causar toda a tensão verificada na semana anterior. Nesta segunda-feira (21) é possível que novas medidas serão tomadas não para melhorar o andamento da governança, mas servirão mais para dividir definitivamente a junção de esforços que levaram Ricardo e Caio à vitória em outubro de 2016. O que se vê, é uma quebra de braço “invisível” dentro do atual governo. De um lado a intenção de Ricardo e Caio sobre uma possível administração que ficou no passado, e de outro, um ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
18/08/2017

Agitação política vira tensão no Executivo e Legislativo

Foto ilustrativa que indica a quebra de braço entre aliados e opositores para impedirem baixas em seus quadros

A mudança de comportamento do governo de Ricardo Raymundo que sinalizava como algo positivo, deu lugar a uma série de reuniões que se seguiram até à noite. A Praça dos dois Poderes vivenciou clima misto de entusiasmo e tensão.  A demonstração de sensibilidade política sinalizada pelo secretário de Governo e Administração, Moacir Monari, deu lugar a um clima de tensão que durou toda a sexta-feira (18). O entra e sai no gabinete do prefeito José Ricardo Raymundo (PV) aconteceu durante todo o dia. Segundo um interlocutor, a matéria divulgada pelo blog provocou um possível desmanche de ações que estavam sendo engatilhadas e deveriam ser anunciadas com naturalidade. A divulgação, mesmo que sem nenhuma pretensão, acelerou o processo de negociação e tumultuou o campo político. Aliás, diga se de passagem, durante os últimos dias, foi percebido um entra e sai no gabinete do prefeito. Praticamente todos os parlamentares, sejam eles da situação ou oposição passaram pela sala do chefe do executivo. O movimento é um indicativo citado pela reportagem de que o atual secretário de Governo estava agindo de forma a ampliar a base de apoio no Legislativo, mesmo contrariando eventuais interesses “verdes” – na possível insistência da manutenção da “República Verde”. Se na quinta-feira (17), os encontros às portas fechadas eram intensos na Praça ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
18/08/2017

Cândido Vaccarezza, ex-líder de Dilma e Lula, é alvo de mandado de prisão na Lava Jato

Candido-Vacarezza-825x509

Vacarezza teria recebido dinheiro para facilitar contratos de uma empresa estrangeira com a Petrobras. APolícia Federal cumpre na manhã desta sexta-feira (18) mandados de duas fases da Lava Jato. É a primeira vez que o órgão deflagra duas etapas da operação ao mesmo tempo. Segundo as informações disponíveis até agora, o principal alvo é o ex-deputado federal Cândido Vacarezza, que foi líder dos governos Lula e Dilma na Câmara dos Deputados. Há um mandado de prisão temporária contra ele. Vacarezza teria recebido dinheiro para facilitar contratos de uma empresa estrangeira com a Petrobras. A operação foi determinada pelo juiz Sergio Moro, da 13.ª Vara Federal de Curitiba. Segundo a Polícia Federal, foram cumpridas 46 ordens judiciais: 29 mandados de busca e apreensão, 11 mandados de condução coercitiva e seis mandados de prisão temporária em São Paulo, Santos (SP) e Rio de Janeiro. As duas fases, a 43.ª e 44.ª, foram batizadas de Operação Sem Fronteiras e Operação Abate. Ambas investigam corrupção, desvio de verbas públicas e lavagens de ativos identificados em contratação de grandes empresas com a Petrobras. De acordo com o comunicado da PF, na chamada Operação Sem Fronteiras “é investigada a relação espúria entre executivos da Petrobras e grupo de armadores estrangeiros para obtenção de informações privilegiadas e favorecimento obtenção de contratos milionários ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolítica
17/08/2017

Liberalismo: Mudança de comportamento do Executivo, agita bastidores políticos de Tupã

Moacir Monari - o conciliador

Dois suplentes vivem a expectativa de assumir cadeira no Legislativo – o comunista Luis Alves de Souza e o tucano Valdir “Bagaço”. Vereador Paulo Henrique Andrade não descarta Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, mas nega convite. Renan Pontelli descarta assumir Turismo. Tudo isto acontece ao mesmo tempo após o prefeito José Ricardo Raymundo (PV) perder a maioria na Câmara, e decidir democratizar a administração apelidada pelo blog de "República Verde", por desenvolver um formato de administrar fechado entre "os verdes e técnicos". A nomeação de um político para ocupar o cérebro do governo, pode dar um alívio e destravar as ações político-administrativas do atual governo municipal. O indicio nasceu com os fortes rumores de que o vereador Paulo Henrique Andrade, “PH” – PPS - assumiria a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, ainda que o parlamentar tenha admitido de que “não descarto assumir a pasta. Não há como descartar o que não existe”, enfatizou. Como forma de esclarecer como os rumores surgiram, PH conta que a origem poder ser pelo seu empenho na discussão sobre a regulamentação de condomínios fechados. “Por ser de interesse de toda a coletividade participei de várias reuniões durante a gestão da Jeane Rosin, e mesmo após sua saída da Secretaria. Aliás, nós tínhamos a mesma impressão, a ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política